2009-02-26

Queijo

Apetece-me escrever. Sobre coisas boas. Não, não têm de ser propriamente boas, basta não serem más. No fim de contas, apetece-me escrever sobre qualquer coisa, nem que seja sobre queijo suiço. Mas como não gosto de queijo suiço, não vou falar disso. Tem um aspecto e um sabor demasiado finório. Gosto muito mais do queijo português, com um aspecto tosco e às vezes até a dar para o porquinho, mas extremamente bom quando se mete à boca.
Eu acho que o queijo português chega a retratar, quase na perfeição, o típico povo português. Toscos, toscos, toscos, vai-se a ver e são/somos pessoas maravilhosas, de bom fundo.
Estou indecisa entre o 'são' e o 'somos'. Já se perdeu tanta tradição, já nem sei. No entanto, acho que nós, jovens, ainda conservamos um pouco da magia do verdadeiro e rudimentar Portugal, ao contrário do que se diz.
Por falar nisso, odeio. Odeio a frase "estes jovens de hoje em dia...". O que é que foi? Como se não tivessem feito o mesmo género de coisas que nós!
Mas até gosto dos velhinhos, pelo menos da maioria. Refilam, resmungam, mandam vir, mas puxa-se um bocadinho por eles e logo o coração derrete, transborda ternura passando-a a nós. E as suas histórias...oh, as suas história...
E ia eu falar em queijo suiço.

6 comentários:

Lyza. disse...

adorei, sem o queijo suiço já não seria o mesmo :b

Lyza. disse...

obrigada, o que escreveste significou muito para mim (:

AnaLuísa disse...

eu cá adoro todo o tipo de queijo pá :D
e eu que vivo numa aldeia sei bem o que é lidar com os velhinhos.. acredita, há cada um mais maluco, que ao meu lado eles é que são os jovens !

beijinho, vou seguir ! *

Cabeça no ar disse...

e escreveste muito bem!

Ana Paixão disse...

Eu adoro queijo mas infelizmente não posso comer :/

Madu disse...

ahah. Desculpa a invasão, mas vim espreitar o teu blog e adorei. Nao consegui evitar dizer qualquer coisa.
desculpa e obrigada
Madu