2009-02-24

Tapete

O meu tapete da imaginação tem muitas missangas, é muito colorido e grande, cabem lá muitas pessoas. Gostava muito de levar algumas comigo um dia, para realmente perceberem a minha mente. Se estivessem tristes, inventaria uma qualquer história, por mais estapafurdia que fosse, para lhes levantar a moral. Senão, apenas me limitaria a mostrar-lhes o meu fundo, aquele que acho que ninguém soube conhecer por completo.
O meu tapete da imaginação é muito atrevido, ás vezes não gosto dos sitios para onde ele me leva. São sitios que já conheço ou são dentro de pessoas que também já conheci, mas não são agradáveis, fazem-me sentir angustiada e melancólica. Gosto muito mais quando o tapete me dá ideias para tornar esses sitios mais agradáveis, ou essas pessoas mais alegres, ou seja lá o que for.
O meu tapete da imaginação voa muito e eu deixo-me ir a voar com ele. As coisas que ele me mostra nem sempre são reais porque como o meu tapete é meu amigo, mostra-me as coisas como ele as queria a serem para mim. Boas e verde água, a minha cor preferida.
Só que o meu tapete da imaginação não é perfeito e não percebe que às vezes me faz flutuar de mais, e por voar tanto sobre as coisas, começo a vê-las, não como elas são, mas sim "boas e verde água", e começo a começar a pensar que realmente são assim ou assim se vão tornar. E a descida do meu querido tapete para o mundo real torna-se vertiginosa e perigosa, acabando numa queda impressionante, no mau sentido.
Por isso, muitas vezes acho que gostava que o meu tapete da imaginação continuasse a ter muitas missangas e a ser grande e colorido, mas deixasse de brilhar no escuro e de ser tão atraente, para eu não desejar tanto ir ter com ele todas as noites e voar com ele, em sonhos bons e verde água, onde existem coisas más que depressa são ultrapassadas com a ajuda das coisas boas. Gostava que o meu tapete da imaginação me desse mais ideias para melhor enfrentar esta vida de adolescente, que começa a delinear já a minha verdadeira identidade e o meu futuro.

4 comentários:

Ana Paixão disse...

É caso para dizer "Eish" ! Tenho muito gosto em ser a primeira pessoa a comentar e a seguir este teu novo mundo, já tens aqui alguém assíduo :)

Também eu te agradeço pela tuas palavras. Se há comentários que nos fazem sentir bem, o teu foi um deles. Saber que há pessoas que sentem as nossas palavras e que vêm em nós um incentivo para alguma coisa é fantástico ^^

Boa sorte para os teus textos. Dá tudo de ti quando escreveres. Beijinhos *

Cabeça no ar disse...

lindo! adorei a tua forma de escrever e o que escreves. já sou seguidora e podes ter a certeza de que hei-de cá voltar!
obrigada por teres passado no meu blogue, tambem. es sempre lá muito bem-vinda! :D

beijinho*

Davi(d) disse...

Este teu tapete torna-se tão vivo, com estas ideias, com esta força de vontade e acredito-me que te vai dar 'imaginação' para enfrentar a vida ;)
obrigado por passares no meu blog, eu vou passar e ler mais vezes no teu. :D
beijinho :*

Diogo Pintas disse...

ENTÃO NÃO ESCREVASgri