2011-05-08

quando te olho nos olhos é mentira

o sitio mais bonito do mundo é o canto dos olhos. ainda falam nos cabelos loiros e na solidariedade jovem, mas isso passará. todos vão ver: o sitio mais bonito do mundo é o canto dos olhos. não há ponto algum de emoção estampado no olhar de estranho que seja. fixa o canto dos olhos, o sitio mais bonito do mundo, e talvez encontres então o esgoto de sentimentos dos olhos humedecidos em questão (olhos brilhantes não existem: convençam-se! apenas se trata de um reflexo de lágrimas no canto do olho com o sol tão lindo lá em cima, que não se pode olhar de frente, e nos faz lembrar uma tia que morreu. a tia saltava sempre que via um bicho e depois desfazia-se em gargalhadas, olhava para nós pelo canto do olho, o sitio mais bonito do mundo, estampado em cumplicidade, ia para dentro da cozinha e na volta um bolo sonhado por ela no meio de cantorias desgarradas.)
tenho um sério problema existencial dado que gosto muito de crianças e me volto sempre para elas na rua e sorrio sempre muito e elas nunca olham para mim! no outro dia voltei-me, muito chateada, a refilar com o chão que tudo viu. e quando os meus olhos baralhados a tentar pousar no chão passaram levemente por aquela bonequinha de tranças pretas atentaram naquele pequenino cantinho do olho, o sitio mais bonito do mundo, e ela a julgar-me os cabelos, a gabardine, o andar destrançado.
e foi então que todas as pessoas repararam que o sitio mais bonito do mundo são os teus cantinhos dos olhos. eu não vi o amor de frente.

2 comentários:

susana disse...

Gosto (gosto muito).

Anónimo disse...

O pobre do outro canto fica só com as ramelas, que curiosamente são resticíos de lágrimas já choradas.