2009-03-03

yaya

A melancolia toma conta de mim. Escrevo por frases e sentimentos sem sentido.
Estive a dez centimetros de ti e não dei conta, podia ter sentido, saboreado a tua essencia, mas o choque queimou-me, de dentro para fora, e não quis sair. Hoje, sei que provavelmente vou voltar a estar sentada a teu lado, que poder voltar a sentir o teu sorriso e banhar-me nessa tua luz tão calma, tudo menos intensa e histérica. Sei que vou poder pertencer-te de novo.
Mas tu não te vais aperceber como antes fizeste. Vais sorrir e ser agradavelmente indiferente. Mas eu não quero indiferença. Odeia-me. Ama-me. FAZ QUALQUER COISA! Não sejas agradável.
Porque eu até gostava de ser a pessoa a quem respondias com maus modos sem medo de represálias, podia até vir a ser essa pessoa, se não fosse lenta, se não fosse tão imune à sensibilidade. Podia, se lutasse.

7 comentários:

baby piggy disse...

O pior é quando sabem que têm tudo e não fazem nada para ver as coisas melhores. :x *

Ana Pliim disse...

Hoje só dá para aquilo :X

E porquê não lutar? :)

MG disse...

às vezes ainda pondero, mas...

Lyza. disse...

Quando demasiado agradáveis, até parece que deixa de ser verdade cada palavra ou cada gesto. Mas realmente... e porquê não lutar?

MafaldaMacedo disse...

Tenho um selo de mérito para ti no meu blog. podes ir busca-lo :) beijinho.

(está aqui: http://fairy-tale-torn.blogspot.com/2009/03/dum-detalhe-continua-oferecer.html)

Tani disse...

"Mas eu não quero indiferença. Odeia-me. Ama-me. FAZ QUALQUER COISA! Não sejas agradável."

Explosao mesmo "veridica". Gostei muito :)

V disse...

be strong :*